Esporte

Atletas amapaenses de jiu-jitsu seguem para disputar Campeonato Sul-americano em Santa Catarina

Cerca de 40 atletas de jiu-jitsu partem para o AJP Tour South America Continental, que este ano acontece na cidade de Brusque, no estado de Santa Catarina, nos dias 5 e 6 de junho. Os atletas estão sob a coordenação do mestre Orlando Júnior, que aposta no crescimento que o Amapá vem tendo desde que a Federação Amapaense de Jiu-jitsu foi criada, em 2000, e para este evento está recebendo o apoio da Prefeitura de Macapá.

Mestre Orlando está à frente da Academia Squadron Orlando Jr., é quem treina os atletas e destaca que, mesmo nesse período difícil, mantém os atletas sempre em treinamento, respeitando a questão de segurança de saúde, já foram para Curitiba em fevereiro e trouxeram vários títulos. “Acreditamos que 90% dos atletas têm chance real de trazer medalhas. Muitos estão acostumados a lutar em níveis tanto nacional quanto mundial, tem atleta com título fora do estado”, informa mestre Orlando.

Mestre Orlando Jr diz que há chances de medalhas

Para o presidente da Federação Amapaense, Tadeu Beltrão, esse é um fato inédito, pois pela primeira vez que atletas desta modalidade recebem apoio, e também em relação ao número que estão indo, nunca antes uma quantidade de atletas como a deste ano foi para uma competição. Ele destaca que, além desse campeonato, a federação tem agendada ainda para 2021 a Copa Kids de Artes Marciais, etapa Infanto Juvenil e Adulto de Jiu-Jitsu.

Os treinos não pararam

O evento contará com todos os protocolos de segurança e cortina de esterilização. A pesagem dos atletas acontece dia 4 e as lutas nos dias 5 e 6 de junho. O torneio é realizado pela Federação Internacional dos Emirados Árabes Unidos, que é altamente respeitada no mundo todo, desempenha um papel de liderança no apoio ao jiu-jitsu e contribui para a construção de uma forte geração de atletas dos Emirados Árabes Unidos e do mundo para se destacar nos níveis locais e internacionais.

O papel da federação é implementar políticas que desenvolvam o esporte em colaboração com várias entidades governamentais, instituições educacionais e outros parceiros, a fim de promover o esporte local, regional e globalmente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo