Amapá

Habilitados em concurso público fazem manifesto pedindo convocação

Habilitados no último concurso público da gestão governamental, realizado pelo Estado, se reuniram na manhã desta sexta-feira, 11, em frente ao Palácio do Setentrião, no centro da capital, pedindo a convocação imediata para que possam ocupar os cargos para os quais foram aprovados. Os manifestantes alegam que contratos administrativos ocupam as vagas para as quais eles foram habilitados por meio do concurso realizado em 2018.

De acordo com a comissão dos aprovados, para o cargo de assistente administrativo ainda restam 290 pessoas para serem chamados que compõem o cadastro reserva. “Nos reunimos com a secretária de Administração ainda em dezembro de 2020. Nessa reunião, ela disse estar ciente da quantidade de cargos administrativos que estavam ocupados indevidamente e que fariam um levantamento para realizar as convocações. Para nossa surpresa, somente 18 tomaram posse e nenhuma outra chamada foi feita”, explicou Tatiana Lima, representante da comissão dos habilitados.

Ainda segundo ela, o grupo entrou com uma Ação Civil Pública por meio da Defensoria Pública, onde provaram que somente no Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran) existem 103 cargos administrativos que poderiam ser ocupados pelos concursados. “Estamos aqui por algo sério, estudamos, nos esforçamos para passar no concurso mais concorrido do estado, que teve 50 mil inscritos e somente 700 aprovados. Dentre estes, 700 pessoas passam por necessidades, pessoas com deficiência, que estão sem renda por conta da pandemia”, completou Tatiana.

A reportagem solicitou posicionamento a respeito das reivindicações, mas até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Falta de respeito com quem estuda e coloca toda sua expectativa de conseguir algo na vida. Governo corrupto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo