Polícia

Homem é preso acusado de estuprar a própria filha há três anos em Porto Grande

Delegado informou que ele tentou correr antes de ser preso

Um homem de 35 anos, conhecido como “Kikita”, foi preso nesta terça-feira, 13, pela Polícia Civil do Município de Porte Grande, no Amapá, sob a acusação de estupro de vulnerável.

De acordo com informações, o mesmo teria abusado sexualmente da própria filha por cerca de três anos.

O titular da DP daquela cidade, delegado Bruno Bráz, contou que o exame de conjunção carnal atestou positivo para a violência.

Em depoimento, a vítima contou detalhes dos abusos. Conforme consta no Inquérito Policial (IP), o acusado pedia para dormir todos os dias na cama da menor, justificando que a mesma era mais confortável.

“A denúncia foi feita pela mãe da vítima há oito dias. A menor, atualmente com 14 anos, disse que vinha sendo violentada desde que tinha 11 anos de idade. O último ato teria acontecido na semana passada. A genitora já estava desconfiada e, assim que ele saiu para o garimpo, elas vieram denunciar. Instauramos o IP e solicitamos a prisão preventiva dele. O pedido foi acatado pelo Poder Judiciário e hoje, quando ele retornou, estávamos com o mandado e demos cumprimento a ordem judicial”, falou Bráz.

Ainda segundo a autoridade policial, Kikita tentou escapar do cerco, correndo. Mas acabou alcançado pelos agentes da Segurança Pública e preso. Levado para a delegacia, ele confessou o crime durante a oitiva.

“O pai confirmou que molestava a menina, mas disse que apenas introduzia o dedo nas partes íntimas dela. Já a vítima, contou que era obrigada a manter relações sexuais com frequência e que era ameaçada, caso revelasse o que acontecia à alguém”, disse o delegado.

Kikita deve ser transferido nas próximas horas para o instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo