Cultura

Katryelle Velmont completa 25 anos de carreira em participação no Programa do Ratinho

A apresentadora e colunista Katryelle Velmont estará nesta segunda-feira, 19, se apresentando no Programa do Ratinho, emissora nacional do SBT, às 22h. Com 25 anos de carreira, a personagem foi criada pelo dançarino e cabeleireiro Marcelo Silva.

Sempre em julho, Katryelle Velmont celebra seus anos de profissão com um show. Mas agora, em 2021, recebeu o convite e não pôde recusar, e irá levar seu talento para rede nacional. “Está sendo uma grande honra. Estarei em São Paulo para fazer minha apresentação. Será uma grande surpresa. É muito orgulho para minha terra, meus colegas, minha representatividade do movimento LGBTQIA+. Convido todos para assistir nesta segunda-feira. Estou muito feliz!”, diz emocionada.

Ela se considera amapaense

A artista, que é paraense, mas que se considera amapaense, é a apresentadora oficial da Parada LGBT desde a sua primeira edição. Trabalha no programa Aline Lima, no SBT, e também tem um quadro no programa de rádio “Café com Notícias”, da Diário FM. Marcelo conta que Katryelle Velmont surgiu de uma rodada de amigos que incentivaram o cabeleireiro a se apresentar. O nome foi escolhido pela sonoridade e por ser francês e ficar mais chique. 

“Ainda em Belém que, quando fui fazer um show transformista e acabei pegando ‘fogo’, virei manchete local e nacional. Assim consegui me apresentar em vários lugares, e no Maranhão conheci um empresário do Amapá, que me convidou para fazer um show em Macapá. Assim, 20 anos atrás, cheguei por aqui e depois fiz teste para apresentadora do antigo programa “Circulando”, e passei. Depois fiz vários outros programas nas TVs locais, sempre em quadros de entretenimento e cultura”, destaca Katryelle.

Ela já apresentou grandes eventos do estado como o Macapá Verão, Concursos Miss Amapá, Miss Caipira, Rainha das Rainhas, Expofeira, Beleza Negra no Encontro dos Tambores, shows locais e até nacionais, como da Ivete Sangalo, Evento Malagueta, programações de fim de ano do governo e prefeituras. Fora do Amapá, já apresentou eventos em Parintins (AM); Sairé, em Santarém (PA); Miss Pará, em Belém; Festival do Camarão, em Afuá (PA); além de vários eventos culturais representando o Amapá em outros estados.

No Carnaval amapaense já participou como apresentadora e fez cobertura de imprensa para várias emissoras de TV e rádio, além de ser comentarista e apoiar as agremiações com sua participação. No Carnaval de 2020 foi destaque da ala da Parada LGBTQIA+, escolhida por ser a apresentadora da parada e por ser defensora dos direitos do movimento.

Já foi premiada duas vezes do Mix Brasil, um dos sites LGBT de reconhecimento nacional, como melhor apresentadora da Região Norte, foi consagrada revelação em um quadro do Programa do Ratinho (SBT Nacional) e entrevistada no programa Superpop, da Luciana Gimenez, na Rede TV.

Ano passado, devido à pandemia, não realizou seu show de celebração da carreira. Mas fez uma Live no canal da Prolive Produções e no seu Facebook, transmitido pela Diário FM. “A festa Live foi um grande show que contou com participações especiais, como Suellen Braga, Grupo Pagodelas e Dani Li. A Live não foi apenas comemorativa, também arrecadou donativos para pessoas carentes que estão em dificuldades neste período de pandemia”, ressalta.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo