Brasil

Tremor de terra é registrado no Pará

Epicentro ocorreu em Breves, no Arquipélago do Marajó.

O Serviço Geológico do Brasil (SGB/CPRM), que integra a Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), registrou um terremoto na região do município de Breves, no Pará, a 220 quilômetros da capital Belém. O fenômeno ocorreu na tarde de sexta-feira (14). De acordo com nota técnica do SGB, o tremor teve magnitude de 4,3 graus na Escala Richter.

Moradores de municípios do Arquipélago do Marajó relataram que um tremor de terra ocorreu no fim da tarde e teria sido verificado em Breves, Melgaço, Anajás e Bagre. O prefeito do município de Breves, José Antônio Leão (MDB) disse que a sede da prefeitura tremeu por alguns segundos, e moradores relataram que tremores em janelas, mas sem danos materiais.  “O tremor ocorreu entre 15h30 e 16h, eu estava na sede da Prefeitura que fica no bairro Centro, também ouvi relatos de amigos e pessoas que sentiram o tremor também em uma vila na zona rural de Portel perto de Melgaço, mas até o momento não temos noticia de algum dano “, disse Leão.

Antônio Leão

A Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) é a organização pública que monitora atividades sísmicas em todo o território nacional – através de quase 100 estações sismográficas pelo Brasil e emitiu em suas redes oficias que “Essa é uma magnitude considerada moderada para os padrões brasileiros. No momento, não é possível informar nenhum dado adicional sobre as causas deste evento, mas, em geral, os tremores que acontecem no Brasil estão relacionados à reativação de falhas geológicas ou criação de novas falhas, devido aos esforços compressivos ao qual o interior da placa Sul-Americana está submetido”.

Entre as orientações à população durante a ocorrência desse fenômeno são: se estiver em casa ou apartamento não sair do local enquanto o terremoto estiver ocorrendo; ficar longe de janelas e locais onde objetos possam cair. Se possível, tentar ficar embaixo de uma mesa resistente ou embaixo de batentes de portas. Caso esteja em local aberto, a orientação é se afastar de áreas com a possibilidade de quedas de objetos volumosos, como prédios, postes, placas e árvores.

O município de Breves, epicentro do acontecimento é um dos maiores núcleos urbanos no Marajó com 103 mil habitantes.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo