Polícia

Um dos maiores assaltantes de agências bancárias da Região Norte morre ao confrontar militares do Bope, em Macapá

Eliseu Ferreira dos Santos, de 28 anos de idade, considerado pela polícia como um dos maiores assaltantes de agências bancárias da Região Norte do país, morreu no início da noite desta quarta-feira, 9, ao entrar em confronto com militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope), na zona sul da cidade de Macapá. A troca de tiros aconteceu depois que as equipes da Rodam Ostensiva Tática Motorizada (Rotam) e do Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva (Giro) – 1° e 4° companhias do Bope – foram averiguar uma denúncia anônima no bairro Pedrinhas.

No local, às margens do canal, equipes se depararam com um grupo de indivíduos armados que, ao perceber a chegada dos policiais, correu e se embrenhou numa área de mata, de difícil acesso. Dois deles conseguiram fugir. Mas Eliseu resolveu atirar em direção aos PMs, que, no revide, alvejaram o criminoso. Ele chegou a ser atendido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), porém não resistiu.

O comandante do batalhão, major Kleber Silva, disse que os bandidos usavam armas longas e de grosso calibre. O corpo de Eliseu foi removido pela Polícia Científica.

Histórico criminoso

Eliseu estava foragido das penitenciárias do Amapá e do Pará. Ele era condenado por vários crimes, entre eles roubo e estupro. Suas penas somavam quase três décadas de prisão em regime fechado. Segundo informações da polícia, para ludibriar as forças de segurança, o bandido também usava o nome de João Victor Gonçalves dos Santos.

Ainda de acordo com a polícia, o criminoso fazia parte de um bando responsável por uma série de roubos a agências bancárias. Os crimes teriam rendido a quadrilha, somente nos primeiros meses deste ano, cerca de R$ 1 milhão. As ações eram sempre muito bem arquitetadas e possibilitavam a fuga do assaltante para outro estado, o impedindo de ser preso em flagrante.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo