Polícia

Acusado de matar e ocultar o corpo de um mototaxista é capturado por uma equipe do Bope

Adriano Tavares Pureza, de 34 anos, o “Calango”, que estava sendo considerado foragido de Justiça desde a última quarta-feira, 24, foi capturado no início da noite de ontem, 27, por uma equipe do Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva (Giro) do Batalhão de Operações Especiais (Bope).
A prisão do criminoso aconteceu por volta das 18h45, na Rua Raimundo Nunes da Cruz, no bairro Novo Horizonte, no município de Santana, depois que os militares receberam uma denúncia anônima, informando o paradeiro dele.

Pureza foi conduzido e apresentado na 1° Delegacia de Santana e depois transferido para a penitenciária. Ele é acusado e réu confesso do brutal assassinato do mototaxista Silvan dos Santos Farias, morto aos 40 anos de idade, no final do ano passado.

Relembre o caso

Silvan desapareceu na tarde do dia 25 de dezembro. Segundo as investigações, o mototaxista foi acionado pelo acusado para uma corrida. Ao chegar no destino, uma propriedade rural, localizada na Linha E do KM 9, ele foi morto com golpes de faca e depois teve o crânio esmagado e braços quebrados com pauladas. O corpo da vítima foi jogado dentro de um poço amazonas e coberto com entulhos.

A moto dele foi encontrada no mesmo dia de seu desaparecimento, próximo a uma praça, com a chave e o capacete. 17 dias após o sumiço de Silvan, Adriano foi preso em uma força tarefa das polícias civil e militar, no mesmo local onde ele matou e ocultou o cadáver do mototaxista. Ele confessou o crime, contou detalhes de como matou a vítima e revelou à polícia onde havia escondido o corpo. O réu confesso disse ainda, que praticou a barbárie a mando de uma organização criminosa.

Adriano foi levado para a delegacia e depois encaminhado para o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), onde esteve preso até o último dia 23, depois de ter sido colocado em liberdade, através de um alvará de soltura. No dia seguinte, acatando ao pedido do Ministério Público, a Justiça amapaense decretou a prisão preventiva do acusado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo