Cultura

Associação de jovens quilombolas é contemplada com edital do Fundo Baobá

Nove dos dezesseis municípios do Estado do Amapá serão contemplados com o edital “Vidas Negras, Dignidade e Justiça” do Fundo Baobá. A organização é a primeira com fundo dedicado, exclusivamente, para a promoção da equidade racial para a população negra no Brasil.

Na região norte apenas o Amapá foi contemplado com o edital através da Associação de Jovens Moradores e Produtores de Santa Luzia do Maruanum – AJOMPROM, com o tema “Povos Quilombolas do Amapá, a Luta Pela Garantia e Efetivação de Direitos”. A associação, busca desenvolver o fortalecimento cultural de políticas públicas de promoção da igualdade racial no Estado do Amapá, por meio de seus projetos na comunidade.

No estado, serão contempladas comunidades dos municípios de Macapá, Santana, Oiapoque, Ferreira Gomes, Itaubal, Mazagão, Laranjal do Jari, Vitória do Jari e Calçoene, que por meio de suas lideranças comunitárias participarão de palestras, oficinas temáticas, cursos de capacitação, rodas de conversas e atividades culturais diversas.

A execução do projeto teve início em agosto de 2021, com apresentação de um vídeo falando sobre as atividades a serem apresentadas, agora, neste fim de semana, nos dias 08, 09 e 10 de abril, a Associação vai à Comunidade Quilombola Alto Pirativa em Santana, onde será executada mais uma etapa do projeto.

Fundo Baobá

Criado em 2011, o Fundo Baobá é uma instituição sem fins lucrativos que tem por objetivo mobilizar pessoas e recursos, no Brasil e no exterior, para o apoio a projetos e ações pró-equidade racial para a população negra.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo