Cultura

Ciclo do Marabaixo 2022 terá retorno de eventos presenciais

Programação inicia no dia 16 de abril com o Sábado de Aleluia e segue até o chamado Domingo do Senhor, em 19 de junho.

O ciclo do Marabaixo 2022 irá iniciar no próximo dia 16 de abril, com uma extensa programação e o retorno de alguns eventos presenciais, já que nos últimos dois anos, as programações foram on-line devido à pandemia da covid-19.

Em Macapá, as celebrações acontecem nos barracões Berço do Marabaixo, no bairro Santa Rita (Favela), Raízes da Favela Dica Congó (Centro), Marabaixo do Pavão (Jesus de Nazaré), Grupo Raimundo Ladislau (Laguinho) e União Folclórica da Campina Grande, na BR-156, na região rural.

O calendário inclui missas, ladainhas, retirada dos mastros e demais rituais que se encerram com as derrubadas dos mastros. Pela tradição, o Ciclo do Marabaixo segue até o chamado “Domingo do Senhor”, primeiro domingo após a celebração de Corpus Christi, este ano será no dia 19 de junho.

O marabaixo é a mais autêntica manifestação cultural amapaense, reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em novembro de 2018. Para a realização do Ciclo 2022, o Governo do Amapá investe R$110 mil, divididos igualmente entre os grupos culturais realizadores. O apoio acontece por meio das secretarias de Cultura (Secult) e de Políticas para Afrodescendentes (Seafro).

Programação – Ciclo do Marabaixo 2022

Dia 16 de abril (sábado):

17h – Abertura do Ciclo do Marabaixo 2022 (Grupo Berço do Marabaixo)

Dia 17 de abril (domingo):

17h – Programação religiosa e roda de Marabaixo (Grupo Raimundo Ladislau)/presencial;

Dia 1° de maio (domingo)

17h – Marabaixo do Trabalhador, grupo Berço do Marabaixo/presencial;

Dia 8 de maio (domingo):

17h – Marabaixo em comemoração ao Dia das Mães (Grupo Raízes da Favela)/presencial;

Dia 21 de maio (sábado):

9h – Corte do Mastro nas matas do Curiaú (todos os grupos)/presencial;

Dia 22 de maio (domingo):

9h – Domingo do Mastro, com saída do barracão Marabaixo do Pavão e chegada no barracão Raimundo Ladislau; saída do grupo Raízes da Favela e chegada no grupo Berço do Marabaixo (transmissão via live pela internet);

18h – Rodas de marabaixo (evento presencial);

Dia 25 de maio (quarta-feira):

17h – Quarta-feira da Murta, saída do Raimundo Ladislau e chegada no Marabaixo do Pavão/presencial;

Dia 26 de maio (quinta-feira):

17h – Ladainha do Divino Espírito Santo e levantamento do Mastro (Marabaixo do Pavão e Raimundo Ladislau)/híbrido;

Dia 5 de junho (domingo):

7h – Missa do Divino Espírito Santo, café da manhã e almoço (Igrejas São Benedito e Jesus de Nazaré e barracões);

17h – Murta da Santíssima Trindade; saída do Berço do Marabaixo e chegada no Raízes da Favela/presencial;

Dia 4 de junho (sábado):

17h – Murta da Trindade e Levantação do Mastro (Comunidade de Campina Grande)/presencial;

Dia 6 de junho (segunda-feira):

18h – Ladainha da Santíssima Trindade, levantação do Mastro (Raízes da Favela)/híbrido;

Dia 12 de junho (domingo):

7h – Domingo da Trindade; Missa no Barracão Berço do Marabaixo, café da manhã e almoço (Igreja Santíssima Trindade e barracões)/presencial;

Dia 19 de junho (domingo):

A partir das 17h30 – Domingo do Senhor, corte do mastro e encerramento do Ciclo do Marabaixo 2022 (todos os barracões)/híbrido.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo