Amapá

Condutor de embarcação que naufragou e deixou 12 mortos na costa da Guiana Francesa tem concedida liberdade provisória

A Justiça revogou a prisão preventiva e concedeu a liberdade provisória ao réu José Cláudio Leão Sardo, quem conduzia a embarcação que naufragou no Oceano Atlântico, na costa da Guiana Francesa, com 12 mortes confirmadas.
A embarcação partiu de Oiapoque, no extremo Norte do Amapá, com destino ao departamento francês em agosto do ano passado. Todos viajaram em busca de trabalho e melhores condições de vida, mas, desde o naufrágio, segue o drama de familiares em busca de respostas.
De acordo com o advogado de defesa Cícero Bordalo, José Cláudio Leão Sardo (Loirinho), responde por 12 homicídios culposos, e dos réus, era único que estava preso. Ele terá que fazer o comparecimento trimestral na sede do Juízo, localizada no Fórum da Comarca de Oiapoque, para informar e justificar suas atividades, inclusive qualquer mudança de endereço residencial e profissional. É proibido de ausentar-se do município de sua residência, por prazo superior a 8 (oito) dias, salvo com expressa autorização deste Juízo; é proibido de manter contato com os demais acusados e tem proibição de praticar a atividade de transporte clandestino de pessoas, fluvial ou marítimo.

Segundo uma testemunha, cada pessoa pagou cerca de R$ 1000 reais para ser levada para a Guiana, clandestinamente.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo