Política

Deputada Silvia Waiãpi retira emenda de R$ 3 milhões que iriam para Hospital de Oiapoque por não aceitar sugestão de nome para CTI

A deputada federal Silvia Waiãpi, que já havia anunciado emenda parlamentar de R$ 3 milhões de reais para o Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital de Oiapoque, retirou a emenda em razão de não concordar com o nome que será dado para o Centro.

O nome foi vetado pelo Governo porque não houve discussão com a comunidade. A obra não corre risco de parar porque é feita com recursos do Governo do Amapá e do BNDES.

Entenda
O valor da emenda da deputada seria utilizado para equipamentos e materiais da CTI. O Governo trabalha no Hospital Estadual que além de um CTI, terá 30 leitos, sendo 10 para adultos, 10 neonatais e 10 infantis. O investimento é de R$ 8 milhões do tesouro estadual e a obra deve ser concluída ainda no segundo semestre deste ano.

Em nota o Governo do Amapá lamentou o anúncio da parlamentar em retirar o recurso da saúde. E informou que “a saúde pública é uma prioridade imediata, absoluta e inegociável”.

Silvia gostaria que o nome da CTI fosse de Maria Clara Karipuna, indígena de 15 anos que morreu violentada. Porém, o Governo entendeu que Maria deve receber uma homenagem digna, não em um centro onde pessoas são internadas em estado grave. O nome dela deve ser colocado numa Casa de Acolhimento à Crianças e Adolescentes vítimas de abuso.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo