Polícia

Vitória do Jari: Acusado de atirar e atear fogo em idoso está preso por estupro de vulnerável

A arma utilizada

Um homem de 23 anos de idade, que está recluso no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (IAPEN), foi indiciado pela Polícia Civil de Vitória do Jari por latrocínio – roubo seguido de morte. O crime ocorreu no dia 20 de outubro do ano passado e vitimou um senhor de 63 anos.

Segundo informações do delegado Erivelton Clemente, Severino João de Andrade, conhecido naquela cidade como “Matulão”, foi alvejado com um tiro de espingarda e depois foi carbonizado.

Delegado Erivelton Clemente

“A vítima foi atingida inicialmente com um disparo. Depois, o suspeito incendiou o colchão e as chamas consumiram a casa. O idoso acabou morrendo carbonizado. A perícia detectou que ele ainda estava vivo quando o imóvel foi incendiado. Havia fuligem de fumaça nas vias aéreas”, detalhou a autoridade policial.

Conforme o que foi apurado durante as investigações, o criminoso matou o senhor para roubar a arma de fogo e uma quantia de R$ 1 mil que o idoso guardava. A vítima era uma pessoa trabalhadora, honesta e bem quieta na cidade, segundo o delegado.

A polícia chegou até o acusado através de investigações e depoimentos. O suspeito está preso na penitenciária desde o fim de fevereiro deste ano, onde aguarda o julgamento por uma acusação de estupro de vulnerável.

“Em maio eu colhi o depoimento dele no Iapen. Mediante os elementos, as informações e as provas, ele viu que não tinha outra saída a não ser confessar. E nessa confissão ele acabou falando que teve a participação de outro comparsa. Nós estamos apurando isso e se confirmar iremos tomar as medidas em relação a essa segunda pessoa” revelou Erivelton.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo