Polícia

2017: Aula inaugural de curso de sargentos da PM foi adiada e candidatos reclamam

Foto arquivo PAK

Policiais Militares que estão habilitados para fazer o Curso de Formação de Sargentos – CFS/2022, estão há quase dois anos aguardando para poderem se formar, no entanto a aula inaugural que deveria acontecer dia 17 de janeiro foi adiada, com a previsão para a primeira quinzena de fevereiro.
“Este é um processo seletivo interno de 2017 para sargento combatente, com duas turmas, sendo que a primeira turma já se formou antes da pandemia e a segunda turma ainda nem começou. Os policiais estão preocupados com a ascensão funcional deles, pois a cada semestre que passa tem uma promoção e com adiamento não irão conseguir formar antes do segundo semestre, e vão perder uma promoção”, disse um dos candidatos que não quis se identificar.
De acordo com o primeiro ofício do Comando da Polícia Militar que adiou a aula inaugural, destaca a cobrança da Carteira Nacional de Vacinação para a matrícula no curso. Já um segundo ofício publicado nesta quinta-feira, 13, destaca que o adiamento ocorreu devido ao preenchimento de vagas remanescentes por meio das convocações para as fases do certame.
Os policiais que estão habilitados para o curso alegam que já gastaram tempo e muito dinheiro com o enxoval (enfardamento) para poder fazer o curso e ainda compraram material como kit de EPI, KIT de anotações e kit de sala de aula. Muitos são pais e no início do ano tem muita despesa com material escolar dos filhos.
“Não podemos organizar nossa vida, planejar uma viagem com a família, a gente gasta dinheiro e nosso tempo, criamos expectativas e nos preparamos, para logo em seguida a administração mudar as datas como vem fazendo há meses e anos. Nós somos profissionais de segurança pública há décadas e queremos ser tratados com respeito”, relatou um dos policiais que não quis o nome divulgado.
Um outro entrave para alguns policiais é a questão da obrigatoriedade da carteira vacinal, pois alegam que não é cobrada quando vão tirar serviço, nem quando vão nas viaturas e ações, mas para o curso está sendo exigida.
A editoria do portal entrou em contato com o Comando da Policia Militar, que através da assessoria informou somente que o curso deve ocorrer em Fevereiro.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. E ainda tem mais, alguns policiais, que trabalham no interior, vieram de mudança pra capital, alugaram imóvel, matricularam filhos na escola, se desfizeram de bens, e de uma forma absurda fazem a mudança da aula inaugural pra uma data indefinida, primeiro alegaram a necessidade da carteira de vacinação, como os candidatos superaram essa questão apresentando os comprovantes da imunização, mudaram o motivo do adiamento alegando a necessidade do preenchimento de vagas! Essa falta de planejamento e desrespeito já vem acontecendo a mais de dois anos!!! E agora, como ficam aqueles que vieram do interior e já estão alojados em Macapá, vão ter que voltar pro interior pra trabalhar e abandonar a família aqui???

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo