Polícia

Empresário é executado enquanto brincava com os filhos em Praça na Zona Norte

Um empresário do ramo do açaí foi executado a tiros enquanto brincava com os filhos na Praça Céu da Artes, localizada no cruzamento da Avenida Carlos Lins Cortês com a rua Ouro Preto , no bairro Infraero II, Zona Norte de Macapá. O crime aconteceu por volta das 21h desta quarta-feira, 5.

Segundo informações, Israel Farias dos Santos, de 37 anos de idade, passou na casa da ex-companheira, que fica às proximidades do local do fato e pegou o casal de filhos para levar à Praça.

Israel foi assassinado na frente dos filhos

“Fomos informados que a pessoa chegou em um carro de cor vermelha efetuou os disparos e se evadiu do local. Não foi levado nada, o celular dele e a chave do carro ficaram ao lado do corpo, o que descarta a possibilidade um latrocínio”, disse o tenente Jonathas Marques do 2° Batalhão da Polícia Militar que atendeu inicialmente a ocorrência.

Tenente Jonathas disse que nada foi levado

Peritos da Polícia Científica constataram sete entradas de bala no corpo da vítima. Seis deles na cabeça e um na região torácica. Alguns projéteis foram encontrados na cena do crime. A polícia acredita que o assassino usou uma pistola ponto 380 para matar o empresário.

Perícia constatou que a maioria dos tiros foram na cabeça da vítima

A real motivação do homicídio ainda é desconhecida, mas o delegado Wellington Ferraz, titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe), que esteve colhendo informações preliminares com algumas testemunhas, descobriu que minutos antes de ser morto, Israel teria tido uma discussão com um homem.

Local isolado pela PM e lotou de curiosos

“Estamos trabalhando em cima dessas primeiras informações. Vamos verificar imagens das câmeras de segurança das casas próximas ao local. É tudo muito prematuro, mas temos sim um suspeito, já há indícios em desfavor desse indivíduo. Inclusive, as crianças relatam que o pai teve esse bate boca, até rolou uma agressão com essa pessoa, e logo em seguida, houve os disparos”, contou a autoridade policial.

Delegado Wellington Ferraz esteve no local colhendo informações

O suspeito citado pelo delegado, seria o proprietário de uma borracharia que fica em frente a casa da ex-mulher da vítima. De acordo com o que foi apurado pela polícia, ele teria usado o veículo de um vizinho e depois do fato mandado devolver apenas as chaves do carro. Policiais militares e civis fizeram diligências, mas o suposto acusado não foi localizado.

A Decipe segue agora com as investigações.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo