Covid-19Polícia

Falsa médica que atuava em Anauerapucu recebeu as duas doses da vacina contra a covid-19

Uma fonte da Polícia Civil, revelou ao portal alynekaiser.com.br que Samantha Valéria Souza da Costa, acusada de exercer ilegalmente a profissão, recebeu as duas doses da vacina contra a covid -19. A falsa médica, que estava atuando como clínica geral na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Anauerapucu, distrito de Santana, foi intimada a depor nesta segunda-feira, 5, mas devido a antecipação do feriado estadual de Cabralzinho, a oitiva da suspeita foi remarcada para acontecer somente na quarta-feira, 7.

As primeiras providências serão feitas na 1° Delegacia de Polícia de Macapá, que fica localizada no bairro Nova Esperança, onde o Boletim de Ocorrências (BO) foi registrado e, posteriormente, o Inquérito Policial (IP) será encaminhado para a 1° DP de Santana, como explicou a fonte.

O Conselho Regional de Medicina do Amapá (CRM-AP), através do seu presidente, doutor Eduardo Monteiro, se manifestou sobre o caso.

“É lamentável que essa situação tenha ocorrido. Esse fato aconteceu no dia 31. Eu recebi uma ligação do delegado, falando que havia a possibilidade de uma profissional estar se passando por médica na UBS de um distrito aqui de Santana. De imediato, ele disse que estava com um documento emitido pelo Conselho e que, com esse documento ela havia sido contratada pela secretaria de saúde daquele município. Pedi pra ele me enviar esse documento via Whatsapp e constatamos que o mesmo era falso. O número de inscrição que ela estava usando era de outro profissional. Vale lembrar que o CRM não emite nenhuma certidão de comprovação de inscrição. A comprovação de inscrição é uma carteira médica”, alertou Monteiro.

Eduardo Monteiro, presidente do CRM-AP

O presidente disse ainda, que todas as providências cabíveis foram adotadas e que a situação foi encaminhada para o setor jurídico do Conselho.

“Será instaurado um processo criminal, porque existe aí o exercício ilegal da medicina. Assim como também, a apresentação de documento falso”, prometeu ele.

O Prefeito de Santana, Bala Rocha, também lamentou o fato, pediu desculpas e assegurou que cobrará mais cautela nas contratações municipais.

“Eu peço desculpas, pois não tinha conhecimento da situação. Só fui informado depois do ocorrido, porque, infelizmente, na gestão de uma prefeitura a gente não tem as particularidades de cada situação que acontece no município. Mas, a Prefeitura afastou imediatamente essa pessoa e nós vamos aprimorar o sistema de contratação de qualquer profissional. Pois, se houve na medicina, pode haver em outras áreas”, garantiu Bala Rocha.

Prefeito Bala Rocha disse que vai aprimorar o sistema de contratação em Santana

A defesa de Samantha Costa foi procurada por nossa reportagem. O advogado dela não respondeu às mensagens. No entanto, mesmo diante das evidências, ele usou as redes sociais para alegar que o fato se trata de uma Fake News e ameaçou representar judicialmente contra os meios de comunicação.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo