Polícia

Família de empresário desaparecido faz apelo para localizá-lo

Familiares do empresário do ramo de marmoraria, Fábio Mendes, de 44 anos de idade, que está desaparecido desde ontem (23), estiveram no Ciosp do Pacoval na manhã desta terça-feira (24), acompanhando as investigações a cerca do fato e repassando algumas informações para as autoridades policiais.

A foto da vítima foi divulgada. O irmão do empresário, que é policial militar, acredita que ele tenha sido sequestrado, mas afirmou que até o momento ninguém fez contato pedindo algum tipo de resgate. O oficial também disse desconhecer que o mesmo estivesse sendo ameaçado, ou que tivesse inimigos, ou algum tipo de problema. Ele também não soube precisar se o irmão estava com algum valor.

A família pede para que as informações sobre o paradeiro do empresário sejam repassadas para o 190.

O empresário que é casado e tem filhos, foi visto pela última vez após sair da casa de uma cliente, localizada em um condomínio na zona norte de Macapá. As policias Militar, Civil e Rodoviária Federal, retomaram agora pela manhã as buscas.

Segundo informações, o mesmo foi visto deixando a portaria do residencial por volta das 10h, fazendo o retorno e seguindo em sentido ao Conjunto Macapaba. Desde então, não foi mais visto.

A família tomou conhecimento do suposto sequestro, por volta das 14h40, quando o capitão da polícia militar, irmão da vítima, visualizou uma mensagem de whatsapp enviada às 14h10. No áudio, o mesmo informa que está sendo seguido. Um Boletim de Ocorrências (BO) foi registrado e a polícia foi acionada.

Após verificarem a última localização do telefone celular da vítima, os policiais encontram o carro de Fábio, no fim da tarde, no Loteamento Amazonas, também na zona norte da cidade.

O veículo estava no perímetro entre a subestação e um posto de combustível. O carro estava abandonado, com as portas abertas. A bolsa do empresário foi deixada dentro do automóvel com os documentos revirados. Nele não havia nenhum vestígio de sangue.

Ainda de acordo com informações, uma testemunha disse que o carro foi deixado no local entre 11h e 12h. O celular da vítima continua ligado. Porém, ninguém atende as chamadas.

Câmeras de segurança de empresas e lojas em toda a extensão da BR 210 estão sendo analisadas pela polícia.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo