Polícia

Oiapoque: Mãe é presa acusada de aliciar a própria filha

Uma ação integrada entre a Polícia Civil do município de Oiapoque e o Conselho Tutelar, culminou na prisão em flagrante de uma mulher, acusada de aliciar a própria filha menor de idade. A operação, em apoio ao Poder Judiciário daquela cidade, iniciou na noite desta quarta-feira, 12, e entrou pela madrugada de hoje, 13.

De acordo com o delegado Charles Corrêa, titular de Oiapoque, durante a operação de fiscalização, dez menores foram apreendidos e três pessoas presas, em um bar conhecido naquele município como ponto de prostituição. O que chamou a atenção da autoridade, foi que entre os presos estava a mãe de uma das adolescentes detidas.

“Foram presos por fornecer bebida alcoólica a essa menor. Os dois homens estavam na mesa ingerindo e dando bebida à garota. E a mulher, que na hora não se pronunciou, chegou na delegacia e revelou que era nada mais, nada menos que a mãe da garota. Ou seja, consentindo que sua filha de 17 anos estivesse pela madrugada, frequentando aquele ambiente e fazendo o consumo de álcool. E depois, chegamos a conclusão que ela estava vendendo, oferecendo, aliciando a jovem”, contou Corrêa.

Delegado Charles

Todos foram conduzidos à DP e serão ouvidos ainda hoje pelo delegado. Mas, a autoridade já adiantou que o estabelecimento sofrerá as sansões legais e terá que pagar multa.

A Campanha Maio Amarelo em Oiapoque visa combater a exploração sexual de crianças e adolescente na fronteira.

“Essa é a premissa. Estamos intensificando as fiscalizações este mês, a pedido do Poder Judiciário. Mas na verdade, é um trabalho que fazemos. Fortalecemos essa rede de proteção a criança e ao adolescente com campanhas educativas, distribuição de cartazes”, disse o delegado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo