Polícia

Operação Penha II: Delegacia da Mulher fiscaliza agressores e vítimas de violência doméstica

A Polícia Civil do Amapá, por meio da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM), deflagrou na manhã desta terça-feira, 26, a Operação Penha II.
Segundo informações, a ação tem o objetivo de fiscalização o cumprimento de 70 medidas protetivas de urgência em Macapá, concedidas às vítimas de violência doméstica. Além disso, o trabalho permite que tanto as mulheres, vítimas desse tipo de violência, quanto os agressores, sejam monitorados.
De acordo com a Delegada Sandra Dantas, que coordena a operação, essas ações que vem sendo realizadas pelas Delegacias das Mulheres do Estado, visam continuar dando apoio às vítimas mesmo após a conclusão do inquérito policial.
“A Delegacia da Mulher vai além do trabalho policial, pois fazemos parte de uma rede de proteção e atendimento à mulher. Essa operação, além de esclarecer às vítimas de violência doméstica os seus direitos e garantias assegurados pela Lei Maria da Penha, possibilita com que façamos as avaliações de riscos e possamos identificar se existe um fato novo a ser relatado ou se necessitam de algum tipo de apoio”, explicou a Delegada.
A Operação Penha II conta com quatro equipes, sendo, cada uma, composta por um Delegado e dois Agentes de Polícia. Policiais Civis da Delegacia de Crimes Contra a Mulher de Santana, da Divisão de Capturas e da Polinter, deram apoio ao cumprimento da ação.
A primeira etapa da operação foi realizada nos dias 6 e 7 de outubro do ano passado, onde mais de 150 endereços (de vítimas e agressores) foram visitados e 83 medidas protetivas de urgência fiscalizadas nos municípios de Santana e Laranjal do Jari.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo