Polícia

Acusado de roubar arma de subtenente da PM morre em confronto com o 6° BPM

Um homem acusado de participar de um roubo a um subtenente da Polícia Militar, morreu depois de atirar contra uma equipe do 6° Batalhão. A troca de tiros aconteceu por volta das 9h45 desta segunda-feira, 29, em uma área de pontes da rua Doutor Braulino, no bairro Zerão – Zona Sul da cidade de Macapá.

De acordo com o que foi repassado à imprensa, João Paulo de Souza Freitas, conhecido como “JP”, teria participado do crime, ocorrido há uma semana e que vitimou o militar.

Na ação criminosa, JP e os comparsas renderam o policial e a esposa, que chegaram em uma motocicleta para visitar parentes, na mesma região onde houve o confronto. A vítima, além de ter sido espancada, teve sua arma de fogo e outros pertences pessoais levados pelos bandidos.

Na manhã de hoje, uma denúncia anônima levou as guarnições do 6° com o apoio do 1° BPM, ao local onde JP estava escondido. O denunciante, segundo a polícia, revelou que além da pistola do policial, o criminoso guardava outras armas de fogo em casa e também comercializava substâncias entorpecentes.

Com a chegada da PM, o suspeito que estava na entrada da ponte correu. De acordo com os policiais, ao virar-se para trás, e perceber que estava sendo perseguido, ele sacou a arma e atirou em direção aos militares. Na troca de tiros, JP foi baleado. Ele ainda tentou se abrigar em uma residência, mas não resistiu.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e esteve no local para prestar atendimento. Mas, o bandido não resistiu aos ferimentos. De posse dele foi encontrada uma pistola ponto 40, usada na investida contra as equipes.

João Paulo era tido pela polícia como um indivíduo de alta periculosidade e apontado como autor de vários roubos. O corpo dele foi removido pela Policia Científica.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo