Polícia

Anna Karoline III: A tragédia que deixou mais de 40 mortos completa um ano

Há um ano, uma viagem que duraria pouco mais de 30 horas, acabou com os sonhos de muitas famílias. Na madrugada do dia 29 de fevereiro de 2020, o navio Anna Karoline III naufragou no rio Amazonas, deixando 42 pessoas mortas.

A embarcação que havia saído do município de Santana com destino a cidade de Santarém, no Estado do Pará, tombou e afundou durante uma forte chuva e ventania. O naufrágio aconteceu próximo a Ilha Aruãs e a Reseva Extrativista Vale do Cajari, na região do Jari, num ponto de difícil acesso e comunicação. Estima-se que 93 passageiros estavam a bordo.

Na época, o inquérito policial que apurou as causas do acidente, concluiu que o Anna Karoline III viajava com excesso de carga. Pelo menos 70 toneladas a mais que a capacidade permitida. Além de várias outras irregularidades.

Seis pessoas, entre elas o comandante e o dono do navio; tripulante; militares da Marinha do Brasil; despachante e o proprietário de uma segunda embarcação que, de acordo com relatos de sobreviventes estaria abastecendo o Anna Karoline III, foram responsabilizadas pela tragédia. Elas foram indiciadas por homicídio doloso, quando há a intenção de matar.

Hoje pela manhã familiares das vítimas e sobreviventes participaram de uma missa em memória aos que se foram.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Parabéns Elen costa, admiro e acompanho seu excelente trabalho jornalístico ao longo dos anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo