AmapáCovid-19

Aumento de internações por coronavírus fazem com que estado suspenda cirurgias eletivas, consultas e exames especializados

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) suspendeu a realização de cirurgias eletivas, consultas e exames especializados em função do aumento de internações por coronavírus. A determinação começou a valer a partir de sexta-feira, 12, com duração de pelo menos 15 dias podendo ser estendida de acordo com a taxa de ocupação de leitos e situação epidemiológica.

A medida é uma tentativa de contingenciar os insumos diante da situação de colapso do sistema de saúde. Segundo o secretário da saúde, Juan Mendes, as cirurgias eletivas permitem remarcação por não causarem agravamento ao paciente em curto prazo. “Por não serem casos de urgência ou emergência as cirurgias adiadas serão remarcadas após 15 dias. Para a retomada faremos uma força tarefa para realizar essas cirurgias”.

A crise gerada pelo grande aumento de contaminação pela covid-19, e a ocupação de mais de 90% dos leitos faz com que os atendimentos aos pacientes contaminados pelo vírus, tenham prioridade tendo em vista o agravamento precoce da doença.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo