Amapá

Conselheiro do TCE-AP é condenado à prisão por desvio em diárias quando ele era deputado estadual

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amapá (TCE-AP), Ricardo Soares, foi condenado em 1ª instância a 10 anos de prisão em regime fechado pelo crime de peculato. A denúncia da Procuradoria-Geral da República apontou que Soares recebeu R$ 513 mil em diárias sem apresentar qualquer tipo de constatação do uso do recurso.

Ricardo, que também é 2º vice-presidente do TCE, foi sentenciado após investigação do período em que ele atuou como deputado estadual, nos anos de 2006 a 2010. A decisão ressalta que os deslocamentos eram falsos e que os pagamentos foram feitos por 53 meses consecutivos, incluindo período de recesso. Além da prisão, o conselheiro deverá devolver aos cofres públicos, todo o valor que teria sido desviado.

A defesa do conselheiro declarou que não há qualquer prova nos autos que pudesse sustentar a sentença, e que vai recorrer da decisão. Enquanto isso, Soares segue em liberdade.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo