Covid-19

Covid-19: Enfermeira, indígena e idosa são os primeiros vacinados no Amapá

A enfermeira Kátia Regina Marinho, de 58 anos, foi a primeira profissional da saúde a receber a vacina contra a covid-19 no Amapá. Há 23 anos ela atua no Hospital de Emergências do estado.

O ato simbólico que aconteceu nesta terça-feira, 19 no Palácio do Setentrião, marcou o início da vacinação no estado, que recebeu 31 mil doses, sendo 15 mil destinadas aos profissionais da saúde dos municípios e 16 mil para imunização da população indígena.

O segundo vacinado no estado foi o indígena da etnia tyrió, Demétrio Amisio, de 46 anos, enfermeiro atuante no Parque do Tumucumaque.

Durante a cerimônia o governador Waldez Góes afirmou que garantirá o envio de mais doses para a imunização de todos os amapaenses. “Ainda não temos a quantidade satisfatória, mas vamos trabalhar firme para garantir mais doses para a vacinação de todos os amapaenses”, declarou.

A terceira pessoa vacinada foi a idosa Brasiliana Trindade de 68, institucionalizada no Abrigo São José. Os idosos acima dos 60 anos que vivem em abrigos também foram incluídos no grupo prioritário.

A vacina administrada é a CoronaVac, do Instituto Butantan feita em parceira com o laboratório chinês Sinovac.

No Amapá o plano estadual de imunização segue o seguinte cronograma:

1ª etapa – grupo prioritário: 18.558 profissionais da saúde

2ª etapa – grupo prioritário: 69.168 pessoas a partir de 60 anos institucionalizados

3ª etapa – Grupo prioritário: 21.721 pessoas com comorbidades

4ª etapa – Grupo prioritário: trabalhadores da educação; trabalhadores das forças de segurança e salvamento; funcionários do sistema prisional e povos indígenas (29.382 no total)

Trabalhadores dos transportes coletivo (rodoviário, metroferroviário, aéreo e portuários); povos e comunidades tradicionais ribeirinha; população privada de liberdade e pessoas com deficiências permanente severa (32.544 no total)

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo