Polícia

Justiça decide pela prisão de assassino de motorista de app

A juíza Michelle Farias, de Santana, decidiu pela prisão preventiva do jovem Calebe Nascimento de Lima, de 19 anos idade, que participou da execução do motorista de aplicativo Algerri Alves da Silva, de 25 anos na noite de domingo, 16, naquele município, no bairro Provedor 2. A vítima foi morta com tiros na cabeça.

Segundo o que foi apurado nas investigações, a ordem para o assassinato teria partido de dentro da Penitenciária. Ainda de acordo com a polícia, o acusado faz parte de uma facção criminosa.

Calebe foi capturado em ação da 1ª DP de Santana, sob o comando do delegado Felipe Rodrigues, em uma área de ponte, no bairro Remédios.
Em depoimento, o suspeito confessou o crime e disse que a morte do motorista de aplicativo foi motivada por vingança.
Contudo, a autoridade policial acredita que Algerri tenha sido morto por engano e revelou que uma mulher, amiga da vítima, ajudou a armar a emboscada para matar Algerri. O delegado já pediu a prisão preventiva dela


Ela teria simulado uma corrida e acionou a vítima. Ao chegar no local indicado ela desceu do carro e, em seguida, o falso passageiro, do banco de trás, atirou na cabeça do motorista.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo