Polícia

Criminoso de alta periculosidade morre depois de assaltar policial à paisana

Um policial a paisana foi rendido na noite deste sábado, 30, quando chegava na casa de um parente para uma visita. O fato aconteceu na Zona Norte da cidade de Macapá, no bairro Brasil Novo.

Com uma arma de fogo em punho, o criminoso anunciou o roubo e levou o telefone celular da vítima. O que o bandido não contava, era que se tratava de um agente da segurança pública e que reagiria.

Assim que entregou o objeto ao marginal, o policial conseguiu sacar sua pistola e se identificou, dando ordem de parada ao assaltante, pedindo para que o mesmo largasse a arma e se entregasse. O que não aconteceu.

André Carlos Furtado Xavier, de 19 anos de idade, tentou uma investida contra a vítima, que de imediato revidou a ação e alvejou André.

Andrezinho, como era conhecido no sub mundo do crime, não resistiu e morreu no local e com a arma de fogo de fabricação caseira que usou para assaltar o policial, na mão.

O corpo dele foi removido para a Polícia Técnico-Científica (Polícia) e a arma apresentada na delegacia.

Durante o trabalho da perícia, comparsas de Andrezinho tentaram tumultuar os procedimentos, ameaçando a vítima e as equipes de polícias e de imprensa que estavam desenvolvendo suas atividades no local do fato.

Pelas redes sociais, o criminoso costumava se exibir, dizendo pertencer a determinada organização criminosa que atua no Estado e em outras regiões do país. Também postava fotos de armas e dinheiro, provavelmente oriundo de roubos.

Ele também era acusado de ter praticado uma tentativa de homicídio, no bairro Infraero 2, horas antes de roubar o agente da segurança pública. Na ocasião, ele teria efetuado vários disparos contra um homem que foi socorrido ao Hospital de Emergências.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo