Amapá

Familiares e amigos continuam buscas a meninos de Calçoene, por conta própria

Com um fio de esperança em encontrar os dois adolescentes desaparecidos na mata de Calçoene há cerca de 20 dias, familiares e amigos se reuniram e, pouco mais de 24 horas após o anúncio oficial do fim das buscas pelas forças de segurança do Amapá, resolveram continuar com as buscas no local por conta própria.

Cerca de 15 pessoas adentraram a mata fechada na manhã desta terça-feira, 27. Utilizando bússolas e GPS os mateiros foram com a missão de encontrar os adolescentes e trazê-los para casa. Segundo uma fonte, alguns ficam na mata até quando puderem.

De acordo com o coronel Wagner Coelho, comandante do Corpo de Bombeiros do Amapá, a suspensão das buscas ocorreu em caráter temporário e acontece pela falta de evidências concretas que possam levar ao paradeiro dos jovens perdidos.

Com o término das buscas, o caso segue sendo investigado pela Polícia Civil do município. De acordo com o Delegado Geral, Uberlândio Gomes, até o momento nove pessoas foram ouvidas no Inquérito Policial (IP) presidido pelo titular de Calçoene, delegado Niury Relry.

Oração antes da saída para a Mata

Relembre o caso
Fabrício e Renato estão desaparecidos desde 8 de abril. A informação é que eles saíram na manhã daquele dia, de um assentamento que fica há 23 quilômetros da sede do município de Calçoene, para apanhar açaí e desde então não foram mais vistos.
Uma Força Tarefa que envolveu a Polícia Militar através da Companhia de Operações Especiais (COE), do Bope e o Batalhão do município, Corpo de Bombeiros, Grupamento Tático Aéreo, Exército Brasileiro, Polícia Civil, Guarda Florestal e voluntários, foi montada e fez varreduras durante 17 dias.
Informações desencontradas chegavam a todo momento. Um cachorro que a princípio estaria com os meninos, foi encontrado seis dias depois e gerou esperança nas equipes de buscas. Mas com o encontro do animal, a polícia descobriu que ele pertencia a um morador das redondezas e não estava com a dupla de jovens. O que acabou frustrando os envolvidos na operação.
Com o anúncio do fim das buscas, familiares e moradores de Calçoene garantiram que irão continuar a procurar por Renato e Fabrício, mesmo sem a ajuda das forças de segurança.

Veja o vídeo da saída para a mata:

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo