Polícia

DTE apreende carregamento de drogas avaliado em mais de R$ 1 milhão

Agentes da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), da Polícia Civil, fizeram a maior apreensão de drogas do ano de 2021 até o momento. Os 65 quilos de crack, avaliados em R$ 1,3 milhão, foram encontrados em uma residência, num condomínio fechado, localizado na Rua Brisa do Norte, no bairro Universidade – Zona Sul de Macapá.

A droga está avaliada em R$ 1,3 milhão

De acordo com os policiais, o entorpecente estava armazenado em duas malas de viagem que foram encontradas dentro de um dos quartos da casa. O produto estava dividido em vários tabletes de 1 quilo.

As investigações apontaram que o material foi mandado para o Amapá, por um traficante que está fora do Estado. O criminoso, que conseguiu escapar de um cerco policial há dois anos, vem sendo monitorado pela DTE.

As drogas estavam escondidos em malas

“São dois meses de investigação em andamento. A gente vem esperando acontecer as coisas, para poder identificar os envolvidos. Muitas vezes encontramos dificuldade de monitorar a pessoa, de saber o que ela tá fazendo, quem são as pessoas que estão trabalhando pra ela aqui no Estado. Mas, graças a esse trabalho detalhado, com paciência, a gente conseguiu chegar a esse carregamento, desse indivíduo que está fora do Amapá. Ele vai ser responsabilizado. Vai ser indiciado, pois já temos provas contra o mesmo e, certamente, vai responder ao processo criminal por pelo menos dois crimes”, disse Sidney Leite, delegado titular da DTE.

Segundo informações do delegado, cada quilo do produto entorpecente é vendido pelo traficante ao valor de R$ 20 mil.

Dois homens acabaram presos em flagrante. Conforme o apurado, cada um exercia uma função dentro do tráfico. David Ramon dos Santos Maia, de 28 anos de idade, era responsável por guardar a droga. Ele era considerado a pessoa de confiança do grande traficante. Joelton Nunes dos Santos, de 34, fazia a distribuição do entorpecente para as bocas de fumo. E foi numa dessas entregas, que aconteceu no início da noite desta terça-feira, 27, na 7° Avenida do bairro Congós, que ele acabou pego pelos agentes da DTE. Depois de preso, Joelton levou a equipe até o local onde a substância estava escondida.

Dois homens foram presos em flagrante. Um guardava a droga e o outro fazia a distribuição nas bocas de fumo

Além dos 65kg de crack, no imóvel foram encontrados balança de precisão e um caderno de contabilidade do tráfico.

A polícia já sabe que a droga saiu do Estado do Amazonas e atravessou os rios, passando pelo Pará, até chegar ao Amapá. A rota já é conhecida dos investigadores. No entanto, os muitos portos existentes na cidade, acabam dificultando a interceptação do produto.

Eles foram levados para a Delegacia onde foi lavrado o flagrante

O titular da especializada garante que novas prisões e apreensões devem acontecer. Uma vez que, os trabalhos investigativos irão continuar.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo