Polícia

PC conclui que jovem foi morto a mando de facção por se envolver com homossexual

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Decipe), elucidou um homicídio ocorrido no dia 20 de junho do ano passado, na Zona Sul da cidade de Macapá, que vitimou um jovem de 21 anos de idade.

Agentes da especializada, chefiados pelo delegado titular Wellington Ferraz, cumpriram na manhã desta sexta-feira, 12, mandados de prisão e de busca e apreensão, dentro de uma cela do pavilhão F2 do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Amapá), onde o principal acusado de ser o mandante da execução cumpre pena por tráfico de drogas. José Alfredo da Silva Monteiro, de 29 anos, conhecido como “Vavá”, teria orquestrado o assassinato.

De acordo com a autoridade policial, a motivação do crime seria porque a vítima não teria se encaixado com o código de conduta exigido por uma organização criminosa que atua em Macapá.

“As investigações apontam que o investigado é articulador desse crime. Ele é pertencente a uma organização criminosa e padrinho de batismo da vítima, a época que a mesma teria ingressado nessa facção. Essas organizações tem os seus regramentos e um deles é que os membros não podem se envolver com homossexuais. Regra essa que a vítima não cumpriu, segundo os depoimentos”, explicou o delegado.

A equipe do Portal Alyne Kaiser acompanhou a chegada do acusado na delegacia e entrevistou o delegado Wellington Ferraz. Veja o vídeo completo da entrevista com o presidente do inquérito policial que investiga o crime.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo