Polícia

Polícia elucida 77% dos assassinatos ocorridos em 2020 em Santana

O Delegado Victor Crispim, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Santana (1ª DPS) apresentou nesta quinta-feira, 25, o quantitativo dos crimes de homicídios ocorridos e elucidados no ano de 2020 no município de Santana. Segundo ele, foram registrados 47 homicídios na 1ª DPS, dos quais, 12 foram oriundos de confrontos policiais. 
Dos 35 homicídios com autoria desconhecida ao tempo do crime (excluídos os decorrentes de confrontos policiais), a 1ª DPS conseguiu elucidar 27, ou seja, em 77% dos crimes, os autores foram identificados e indiciados. Os 8 homicídios cuja autoria ainda não foi definida, continuam com as investigações em andamento.
O Delegado Victor Crispim explica que em 90% dos homicídios ocorridos em Santana são oriundos de conflitos entre organizações criminosas e que o trabalho de inteligência realizado pela 1ª DPS tem facilitado a investigação.
“Nos homicídios ocorridos em Santana, a motivação predominante é a disputa de expansão territorial entre as organizações criminosas para a venda de drogas. Como estamos desempenhando um trabalho de inteligência, através do mapeamento das organizações criminosas e dos seus integrantes em cada bairro da cidade de Santana, isso tem nos levado mais facilmente aos autores dos crimes”, frisou o Delegado. 
Além disso, o protocolo executado pela equipe de policiais civis da 1ª DPS é o mesmo realizado Delegacia de Homicídios de Macapá. “Quando somos informados da ocorrência de um homicídio, seguimos o seguinte protocolo: a equipe de plantão se desloca ao local do fato e já procura identificar testemunhas e outras provas que possam ajudar na elucidação do crime; posteriormente, é feito um relatório com as informações obtidas e entregue no dia seguinte à equipe de investigação, a qual sai em diligências pra verificar cada detalhe do relatório, coletar provas, conduzir testemunhas e etc. A partir desse protocolo que adotamos, temos conseguido ter celeridade e sucesso nas investigações, bem como dar uma resposta às famílias das vítimas e à sociedade santanense”, explicou o Delegado.
Além dos homicídios mencionados, a 1ª DPS foi responsável pela investigação do naufrágio do navio Anna Karoline III, ocorrido em 29 de fevereiro de 2020, que resultou na morte de 42 pessoas. O inquérito policial foi concluído com seis indiciamentos e, em seguida, remetido à Justiça Federal.
O Delegado ressaltou também que em 2021, até a presente data, ocorreram 7 homicídios na cidade de Santana, sendo, todos, elucidados. (Com informações da Asscom PC)

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo