Polícia

Policiais penais que teriam facilitado entrada de familiar de Dawson no Iapen, são afastados

Arleson Vales de Moraes e Roni Adriano Nunes Vilhena foram afastados de suas funções como policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) após apuração da Corregedoria daquele instituto. O diretor do Iapen, Lucivaldo da Costa foi quem assinou a portaria afastando os policiais que teriam facilitado uma visita não autorizada de Vagner Nascimento ao familiar, o comerciante Dawson Ferreira Rocha, de 39 anos.

A visita teria sido realizada na terça-feira (9) e de acordo com o relatório do livro de ocorrência, um familiar do comerciante entrou no presídio com dois policiais penais num carro da Central de Monitoramento Eletrônico (CME), que fiscaliza os detentos que usam tornozeleiras.

O homem só foi percebido pelas câmeras de segurança por outros agentes quando saia de lá, por volta de 22h20.

Os dois foram afastados para apuração das responsabilidades administrativa dos fatos.

Para lembrar o fato

Dawson Rocha Ferreira, de 39 anos, era condutor de uma BMW que se envolveu em grave acidente de trânsito por volta das 23h42 do dia 15 de janeiro que vitimou fatalmente Mikhel da Silva Pinheiro, 42 anos, e a companheira de trabalho Rosineide Batista Aragão, 49 anos.

O acidente ocorreu na Avenida Padre Júlio no bairro Santa Rita. Com o impacto os colegas de trabalho morreram na hora. De acordo com informações da polícia o acidente ocorreu no momento em que os dois voltavam do trabalho. Ele não possuía carteira de habilitação e o laudo constatou que ele estava a pelo menos 184km por hora.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo