Polícia

Primos usavam casa da avó para guardar e comercializar drogas

Depois de receber informações anônimas, através do disque denúncia, policiais militares do Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva (GIRO) – 4° companhia do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) – se deslocaram até a Zona Sul da cidade de Macapá para averiguar uma suposta comercialização de produto entorpecente.

A ação aconteceu na tarde desta quarta-feira, 4. No local, uma residência na travessa Maximiliano de Serra Picanço, no bairro Novo Buritizal, a equipe do GIRO, confirmou a suspeita e efetuou a prisão em flagrante de duas pessoas da mesma família.

Mariele tem 20 anos

Mariele Beatriz Santos Gama e Fabrício da Gama Santos, de 20 e 19 anos de idade, que são primos, usavam a casa da avó para guardar e comercializar a substância.

A idosa, proprietária do imóvel, disse aos policiais não ter conhecimento dos atos ilícitos que os netos faziam e colaborou com o trabalho da polícia.

Foi necessário o emprego do cão farejador do Canil do BOPE. Foi graças a ele que a equipe conseguiu encontrar a droga, que estava escondida em diversos locais, inclusive, dentro de uma moto de brinquedos.

Fabrício tem 19 anos

Foram apreendidas 75 porções de produto entorpecentes, a quantia de R$ 865 em dinheiro, balança de precisão, insumo para o preparo e venda da droga, telefones celulares e uma bicicleta de corrida sem documentação e com alto valor no mercado, que os agentes da segurança pública acreditam ter sido deixada na boca de fumo, em troca de drogas.

O casal de primos e o material apreendido foram apresentados na delegacia para as providências cabíveis.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo