Covid-19Política

Projetos que garantiriam transparência na vacinação de Macapá e imunização em idosos acamados foram rejeitados por maioria na Câmara

Evitar os “fura-filas”, fiscalizar o cumprimento da ordem de aplicação do imunizante e dar garantia da vacinação em casa para idosos restritos em domicilio estavam entre as principais propostas das duas matérias

Os projetos de lei do vereador Dudu Tavares (PDT) que propunham garantir a transparência no processo de aplicação das vacinas contra covid-19 e imunização em idosos acamados foram rejeitados pela maioria durante a sessão da Câmara Municipal de Macapá, desta terça-feira, 11. Evitar os “fura-filas”, fiscalizar o cumprimento da ordem de aplicação do imunizante e garantir a vacina em casa para idosos restritos estavam entre as principais propostas das matérias.

“Fiz o que a população e a minha consciência pediam para dar respostas ao que estamos presenciando na execução da vacina pelo município. Mas a luta continua, podem ter certeza de que isso não me impede, enquanto vereador, de seguir em busca dos meios de controle, com o Ministério Público Estadual e Federal e os Tribunais de Contas da União e do Estado, daquilo que for possível e necessário para continuar fiscalizando”, destacou Dudu Tavares.

Diferente do que é possível acompanhar na plataforma LocalizaSUS do Ministério da Saúde, no projeto do vereador Dudu Tavares, a prefeitura deveria criar um sistema de transparência com emissão de relatório com a identificação dos vacinados, data e local da vacinação, lote e marca da vacina, grupo prioritário, entre outros. E que essas informações fossem disponibilizadas nas redes sociais, site e sistemas de comunicação, para a população acompanhar e fizer o controle do processo de imunizações.

O projeto da transparência no processo de aplicação da vacina foi rejeitado por 13 dos 18 vereadores presentes. E o PL da vacinação em casa para idosos foi vetado por 17 dos 21 vereadores que participavam da sessão.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo