AmapáPolítica

Quilombolas e indígenas do Amapá receberão cesta de alimentos. Articulação é de Aline gurgel

A população quilombola e indígena do Amapá será beneficiada com a doação de cestas de alimentos, através da iniciativa “Brasil Fraterno” do governo federal, que busca amenizar os impactos sociais e econômicos da pandemia a famílias em situação de vulnerabilidade social. A articulação é da deputada Aline Gurgel.

Nesta sexta-feira (23) em cerimônia realizada em Belém, no Pará, o Amapá recebeu 3.862 mil cestas de um total de 17.948 mil que o estado tem direito. Presente no ato simbólico de entrega a deputada federal, Aline Gurgel, disse que a primeira remessa de cestas deve chegar na próxima terça- (27). “A previsão é de que até terça-feira essas cestas cheguem ao Amapá, por isso hoje só tenho a agradecer a iniciativa, e o empenho da nossa bancada , em especial ao senador Davi Alcolumbre, que conseguiu articular junto ao governo federal a inclusão do estado entre os beneficiados”, disse a deputada.

Esse primeiro lote será destinado a população quilombola que receberá os alimentos através da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro) que ficará responsável pela distribuição, de acordo com o levantamento do órgão. A Conab está fazendo a distribuição para os Estados.

“Hoje começamos com a distribuição para os quilombolas e logo em seguida para os indígenas. Para nós é um momento de grande felicidade poder ajudar as pessoas em insegurança alimentar” disse o diretor de Operações e Abastecimento da Conab, José Trabulo Júnior.

Cada cesta reúne produtos como arroz, feijão, óleo vegetal, macarrão, flocos de milho, farinha de mandioca, açúcar e leite em pó.

A Iniciativa Brasil Fraterno, é uma rede de solidariedade integrada por Ministério da Cidadania, Pátria Voluntária e Sistema S.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo