Polícia

Responsável pelo abastecimento de drogas em Pracuúba morre em troca tiros com Bope

Depois de receber várias denúncias contra um indivíduo que seria um dos principais responsáveis por uma onda de crimes no município de Pracuúba, uma equipe da Companhia de Operações Especiais (COE), do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar, se deslocou na noite desta sexta-feira, 29, para aquela cidade, na tentativa de localizar e prender o suspeito. Porém, segundo informações repassadas pela Divisão de Relações Públicas e Imprensa (DRPI) do Bope, assim que o alvo foi identificado, ele não obedeceu a ordem de parada dada pelos policiais.

“Nossos homens chegaram no local e foi observado um indivíduo em atitude suspeita. Assim que eles tentaram se aproximar com a viatuta, o meliante correu com uma arma na mão, para os quintais das casas próximas, em direção as áreas alagadas e de difícil acesso. A equipe rapidamente conseguiu fazer o cerco e, ao ser dada a voz de parada, o mesmo não obedeceu. Ele saiu atirando em direção aos policiais que, sem outra alternativa, reagiram”, detalhou o capitão Jonas Santos da DRPI do Bope.

Romário do Egito Dias, de 30 anos, conhecido como Romarinho, foi baleado. Ele chegou a ser socorrido pela equipe da COE e levado até a UBS daquele município, mas já deu entrada naquela casa de saúde sem vida.

De acordo com a polícia, Romarinho era integrante de uma organização criminosa e respondia a vários processos. O mesmo era apontado como um dos principais responsáveis pelo abastecimento e tráfico de drogas nas comunidades de Pernambuco, Cujubim, Flexal, Breu e sede de Pracuúba. Ele deveria estar cumprindo prisão em regime domiciliar.

Com ele foi apreendida uma arma de fogo, calibre 12 e munições, que foram apresentadas na Delegacia de Polícia daquela cidade.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo