Polícia

Roubo, tiroteio e reféns em ocorrência que parou o centro comercial de Macapá

No fim da manhã desta sexta-feira, 5, uma ocorrência policial parou o centro comercial de Macapá. Segundo informações, dois criminosos que haviam acabado de praticar um assalto, deram de frente com uma viatura do 6° Batalhão da Polícia Militar.

“No cruzamento da Rua Tiradentes com a Avenida Antônio Coelho de Carvalho, nossos policiais perceberam a atitude suspeita deles e, de imediato, tentaram fazer a abordagem. Eles não obedeceram e logo entraram em uma via na contra mão. Fizemos o acompanhamento tático e, às proximidades do Teatro das Bacabeiras, eles disparam contra a equipe. Houve então uma troca de tiros”, contou o capitão Victor, da Divisão de Relações Públicas e Imprensa do 6 ° Batalhão.

Um dos assaltantes acabou alvejado na perna, mesmo assim a dupla abandou a motocicleta que estava e correu. Um deles tomou de refém um vendedor que estava em frente a Agência de Fomentos do Amapá (AFAP), localizada na rua Cândido Mendes. O outro, entrou numa vila de apartamentos comercial/residencial na Avenida Mário Cruz e também pegou uma pessoa como refém.

A partir de então, iniciou-se as negociações que duraram aproximadamente uma hora e meia e contou com o apoiou dos negociadores do Batalhão de Operações Especiais (Bope). A açã também teve a participação dos militares do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran).

O primeiro a se entregar foi Elielson Sales de Castro, de 35 anos, conhecido como “Bundinha”, que estava em frente a AFAP. O criminoso cumpria pena em regime domiciliar aberto. Ele estava com uma pistola calibre 380 e dois carregadores.

Weverton Santos Cordeiro, de 22 anos de idade, o “Neco”, se entregou logo em seguida. Antes, ele teve algumas exigências atendidas. Como por exemplo, a presença de um familiar.

Com ele os policiais encontraram outra pistola calibre 380. Ele também cumpria pena em regime domiciliar. Neco fez um advogado refém, na sacada de um apartamento.

“Esses criminosos subtraíram a bolsa da funcionária de uma loja, localizada na avenida Mendonça Júnior. A vítima tava saindo para fazer o depósito de uma quantia em dinheiro e, cerca de 100 metros do estabelecimento, foi abordada por eles”, acrescentou o tenente Oscar.

Informações ainda não confirmadas, dão conta que os bandidos haviam cometido outro roubo. Desta vez a residência, no bairro Beirol – Zona Sul da cidade, horas antes.

Bundinha foi conduzido e apresentando no Ciosp do bairro Parcoval, juntamente com as armas de fogo e o dinheiro roubado. Já o bandido conhecido como Neco, foi socorrido por uma ambulância do Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital de Emergências (HE), onde recebeu atendimento médico e depois de receber alta, foi encaminhado para a delegacia.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo