Amapá

Secretários de Saúde do Estado e Municípios participam de Fórum com palestras, homenagens e discutiram a pandemia

Os desafios das gestões públicas na pandemia, responsabilidades das secretarias, fortalecimento do SUS, foram assuntos tratados durante o I Fórum de Acolhimento aos Gestores Municipais de Saúde, realizado pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Amapá (COSEMS-AP) na sexta-feira, 5 de março, no Sebrae-AP. O Fórum reuniu secretários dos 16 municípios amapaenses, representantes de coordenações e instituições de Saúde das esferas federal e estadual, que participaram das palestras do presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), Wilames Freire e da assessora técnica da instituição, Marcela Alvarenga. A participação presencial foi controlada e o evento foi transmitido via redes sociais.

O Fórum é o primeiro encontro para apresentação e conhecimento entre os secretários municipais, Superintendência da Vigilância Sanitária (SVS), Ministério da Saúde (MS), Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), Secretaria Estadual de Saúde (SESA), Funasa, para estabelecer diálogo e fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS). Estiveram presentes também o deputado estadual Alberto Negrão, da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, presidente da Associação de Municípios, prefeito Carlos Sampaio, e dos representantes da saúde dos municípios de fronteira, Elza Freitas, secretária de Afuá, Jeremias de Souza, Coordenador de Vigilância em Saúde de Afuá, e Nilton do Rosário, chefe de Planejamento da Secretaria de Saúde de Almerim.

O presidente do CONASEMS, Wilames Freire, palestrou sobre do tema “Ser Gestor e Fazer Gestão em Saúde”, fez uma explanação sobre as responsabilidades do secretário nos municípios, reforçando que o CONASEMS e COSEMS são as instituições que agregam as secretarias com objetivos claros de facilitar o diálogo entre os entes. O presidente situou os secretários enquanto responsáveis pela condução das políticas públicas de saúde em seus municípios e enfatizou a respeito da Atenção Básica, que deve ser planejada e trabalhada com responsabilidade pelos municípios.

“Os secretários devem ter diálogo permanente com os conselhos, população, instituições sociais, preparar a equipe, tem que dividir responsabilidades, descentralizar recursos, ser transparente, compreender os anseios sociais e debater sempre saúde pública. Se algum gestor achar que não dará conta, tem que recuar e sair, porque todas as  suas ações têm reflexo imediato na vida das pessoas. Neste momento temos que estar todos juntos, para enfrentar e vencer a pandemia, não é fácil, mas vamos vencer”, disse o presidente.  

A assessora técnica do CONASEMS, Marcela Alvarenga, deu início às palestras técnicas com o tema “Financiamento Federal para Atenção Básica – Previne Brasil e Sistemas de Informação”, de grande importância para os presentes. No período da tarde as palestras foram voltadas para técnicos. Iracilda Costa expôs o tema “Vigilância em Saúde e seus Componentes”; o doutor em Ciências, João Farias, “Simultaneidade dos agravos no Amapá: Desafios da gestão (COVID/ Sarampo/Dengue/DDA’s)”; Maracy Dantas, “Panorama dos leitos de covid no Amapá e a atuação da gestão Municipal de saúde frente a pandemia”; Nilma Pureza, “Fortalecimento e resolutividade na APS como coordenadora de cuidados”, e Rosa Guimarães e Joseni Carvalho, o tema “Atenção Primária à Saúde e Vigilância em Saúde: Desafios da Organização do Processo de Trabalho Integrado”.

Durante o evento, os secretários municipais foram apresentados aos gestores de órgãos parceiros da saúde, tiveram a oportunidade de dialogar sobre as atribuições de cada ente, e receberam um kit de boas vindas do Conselho. Os apoiadores do COSEMS/AP, que dão suporte aos municípios, por Região de Saúde, também foram homenageados pelo trabalho desenvolvido pelo fortalecimento do SUS no Amapá.

Para o presidente do COSEMS/AP, Marcel Menezes, o I Fórum de Acolhimento atendeu os objetivos de reunir, apresentar, aperfeiçoar, interceder no diálogo e permitir que os participantes estivessem em contato com especialistas em Saúde e presidentes e assessoria técnica e apoiadores do COSEMS e CONASEMS. “Abrimos os diálogos em um momento de muito trabalho em razão da pandemia e com as demais demandas de endemias e administrativas, então é preciso que estejamos juntos, Governo Federal, Estadual, Municipais, população, Conselhos, unindo experiências e estratégias bem sucedidas. Agradeço a todos por tirarem este dia para dividir conhecimento e angustias”, falou o presidente Marcel.

Marcel Menezes, disse que o I Fórum de Acolhimento atendeu os objetivos de reunir, apresentar, aperfeiçoar, interceder no diálogo e permitir que os participantes estivessem em contato com especialistas em Saúde e presidentes e assessoria técnica e apoiadores do COSEMS e CONASEMS

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo