Covid-19Educação

Sinsepeap mantém greve e realiza protesto contra retorno de aulas presenciais em frente à Semed

O Sindicato dos Servidores Públicos em Educação no Amapá (Sinsepeap) realizou nesta quarta-feira, 28, um protesto contra o retorno das aulas presenciais da rede municipal de ensino. O ato realizado em frente à Secretaria de Educação pedia que a Prefeitura de Macapá fizesse a apresentação do plano de retorno das atividades, e a imunização da categoria contra a covid-19.

A presidente do sindicato, Katia Cilene, afirma que enquanto a categoria não for vacinada as aulas devem continuar na modalidade on-line para garantir segurança aos educadores e alunos. “Nosso compromisso é com a vida, e não vamos nos curvar a qualquer medida intransigente e antidemocrática perante nossa categoria. Não vamos aceitar voltar às aulas sem nenhum protocolo garantido e sem planejamento porque não somos assassinos. A Semed precisa conversar conosco e apresentar um plano de retorno das atividades e um plano de imunização para a categoria” afirmou.

A executiva do sindicato garantiu a manutenção da greve da categoria e disse que irão procurar todas as medidas legais, para barrar o retorno dos professores as salas de aula. “Precisamos ter segurança e garantir as nossas vidas e dos nossos alunos. O decreto garante o retorno sem nenhuma segurança” declarou a professora Tania Silva.

Procurada pela reportagem do portal alynekaiser.com.br a Prefeitura de Macapá não deu retorno sobre o assunto até o encerramento dessa matéria.

Veja o vídeo:

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo