Polícia

Após roubo, criminosos trocam tiros com militares da Força Tática e acabam presos

Depois de praticar um roubo na Zona Norte de Macapá, criminosos em fuga trocaram tiros com uma equipe do Batalhão de Força Tática da Polícia Militar e acabaram presos. O fato se deu por volta das 22h15 de ontem, 29.

Segundo o capitão Érico Costa, da comunicação do batalhão, os bandidos haviam cometido um assalto no bairro açaí. O bando estava em um veículo Ford Ka de cor prata. Munidos de armas de fogo, o grupo rendeu várias pessoas que estavam em via pública e subtraíram delas valores em dinheiro e telefones celulares.

Material encontrado com os assaltantes

Cerca de uma hora de tempo depois, a equipe da Força Tática visualizou dois dos suspeitos na rua Tancredo Neves, com as mesmas características dos infratores e do veículo utilizado no crime.

Foi dada a ordem de parada para que a abordagem fosse feita, no entanto, eles não acataram e empreenderam fuga por ruas e avenidas da cidade, avançando preferenciais e furando sinais vermelhos.

Veículo utilizado na fuga

Foi feito o acompanhamento tático e, em dado momento, os infratores atiraram contra os policiais, que revidaram a ação e dispararam também.

Ao chegar na esquina da avenida Procópio Rola com a rua Eliezer Levy, no bairro Santa Rita, com o apoio de outras equipes da Força Tática, os criminosos foram interceptados e acabaram se rendendo.

Ele responde pelos crimes de roubo e tráfico de drogas

Os militares constataram que um deles havia sido alvejado. Foi solicitado o socorro de urgência e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) fez o atendimento ao suspeito. Ele precisou ser levado ao Hospital de Emergências (HE). Depois do atendimento médico, a dupla que foi capturada, foi conduzida para o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP) do Pacoval, onde foram reconhecidos pelas vítimas.

Ayran também responde pelos crimes de roubo e tráfico de drogas

Com eles foram encontrados R$900 em espécie, além de substâncias entorpecentes, do tipo maconha, um revólver calibre 38 com 3 munições intactas e 3 deflagradas, e os celulares pertencentes às vítimas.

Ao ser consultado o nome deles juntos ao sistema da Justiça, a polícia descobriu que Ayran Patrick Santana Gibson, de 23 e Jarnyanderssen Braga Guimarães, de 22 anos, respondem pelos crimes de tráfico de drogas e roubo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo