Amapá

Banco da Amazônia e o Governo do Amapá assinam nesta quinta protocolo para aplicação de R$ 405 milhões em fomento no Estado

A assinatura do protocolo de intenções será transmitida através do Youtube no próximo dia 4 de março

Durante a reunião, será firmado o compromisso do BASA em destinar mais de R$ 405 milhões para economia do estado do Amapá, haverá uma prestação de contas de quanto o Banco aplicou no Estado em 2020 e detalhará as expectativas para o ano de 2021. A Reunião contará com a presença do presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, do governador do Estado do Amapá, Waldez Góes, e da Superintendente da Sudam, Louise Caroline Campos Low. O evento também contará com os representantes da Assembleia Legislativa, Sebrae, Governos Municipais e Entidades Classistas.

O Banco da Amazônia (BASA) promove tradicionalmente o encontro com as governanças dos nove estados da Amazônia Legal para a assinatura do Protocolo de Intenções com o objetivo de aplicar na totalidade o plano de aplicação de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), da carteira comercial da instituição e demais fontes de fomento. O encontro com o Governo do Amapá será realizado na próxima quinta-feira, 04 de março, às 15 horas, e será transmitido em tempo real pelo Youtube, em respeito aos protocolos de prevenção da COVID-19.

Serão apresentadas as linhas de crédito para o Estado. A novidade neste ano serão linhas de crédito voltadas para a sustentabilidade – o FNO Amazônia Rural Verde – cujo objetivo é estimular e diferenciar a finalidade de crédito para fomentar a economia e ao mesmo tempo reforçar o compromisso socioambiental da região.

Segundo o Superintendente do Banco da Amazônia no Estado do Amapá, Edmar Bernaldino, no ano de 2020, houve uma grande disponibilidade de crédito para os setores de comércio e serviço. Para este 2021, a expectativa é superar o ano anterior e apoiar cada vez mais os setores produtivos do Estado.

“Em 2020, 74% dos recursos aplicados foram alocados nos setores de comércio e serviço, principalmente com linhas para capital de giro que representou 49% de todo volume aplicado pelo FNO. Para este ano, nossa expectativa é crescer no montante aplicado, continuar apoiando todos os setores produtivos do Estado e crescer nossa participação principalmente no crédito rural com o uso do crédito digital”, afirmou Edmar Bernaldino.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo