Macapá

Moradores do arquipélago do Bailique cobram retorno das atividades de UBS Fluvial

Os moradores do arquipélago do Bailique, distrito do município de Macapá, reclamam da suspensão dos atendimentos da UBS Fluvial Dra. Célia Trasel, que levava assistência à saúde as mais de 50 comunidades ribeirinhas do local.

Segundo informações dos profissionais das equipes de saúde a unidade fluvial está há 4 meses sem fazer viagem para as comunidades do Arquipélago. Em redes sociais moradores cobram explicações da prefeitura sobre o motivo da paralização dos atendimentos. A última viagem feita para as comunidades foi em novembro de 2020.

“Lamentável o descanso que estamos vivendo e mais ainda com nossos ribeirinhos do Arquipélago do Bailique que tanto precisa do atendimento realizado por essa UBS”, comentou o morador Elison Amanajás.

Procurada pela reportagem a Prefeitura de Macapá não deu retorno sobre o assunto.

A unidade foi entregue em 2019 para ampliar o acesso da população ribeirinha a procedimentos como consultas médicas e atendimentos em saúde bucal.

Rota

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo